06 maio, 2007

│todo um relâmpago inteiro│


segunda pele:
zona de ilusão de experiência.

em placidez, movendo a mão metálica da tempestade
com as lanternas da vanidade
sobre dedos de noite amarga.

primeira pele:
ventos duram coisa nenhuma.

terceira pele:
silêncio cálido tatuando novos ventrículos
e de explosão em explosão empalidecer o escondido insecto.

4 comentários:

(in)tacto disse...

oh... marissa nadler...
:)

os dedos renovam a pele dos dias
em suaves carícias
tece-se um renascer endodérmico

crepúsculo dos sentidos

*

Anonymous disse...

Um blog a visitar:
noites-de-lua-branca.blogspot.com

imo disse...

obrigada pela sugestão, anónimo.
visitarei.

imo disse...

crepuscu.lar

obrigada, doce (in)tacto*

│the end│

perdeste o nome como eu há muito perdera a infância. trying to stay awake noite turva pelo tamanho do medo and remember my name tentando lu...